Há algum tempo no mercado de transporte brasileiro, a Uber tem suscitado debates calorosos quanto a sua legalidade. De extrema utilidade e revolucionando o transporte nas cidades, agora vem outra novidade. Uber sem motorista!

A proposta, revolucionária ao extremo, certamente trará ainda mais discussão a um modelo que negócios que, no Brasil, tem levado à discussão de sua legalidade, do vínculo (trabalhista ou não?) entre a empresa e os motoristas, etc. A mais nova proposta, ainda passível de regulamentação no Brasil - um automóvel precisa ser conduzido por um motorista habilitado - trará uma discussão ainda mais contundente: a modernidade traz novas perspectivas para a humanidade. A adaptação é necessária e urgente.

Leia mais aqui.